Intervenção/Médio Jequitinhonha – Metodologia

MOISAICO1

LOGOAPLICAÇÃO-01

Intervenção no Médio Jequitinhonha Pela Cultura Quilombola

METODOLOGIA

Para a consecução dos objetivos, propõe-se que as comunidades supracitadas recebam, cada uma, uma equipe composta de um coordenador e dois técnicos voluntários, que ficarão imersos nas comunidades durante dois dias (necessariamente, um final de semana, por conta da disponibilidade dos moradores das comunidades para participarem do projeto). Além dos dois dias de trabalho, considera-se também no cronograma e na planilha mais dois dias de viagem (ida e volta).

A ação da reforma consistirá na pintura dos centros comunitários, que será realizada durante um final de semana em regime de mutirão envolvendo a equipe e a comunidade local. Outras intervenções no espaço (como decoração, por exemplo) podem ser feitas eventualmente de acordo com a disponibilidade, interesse, recursos e mobilização das pessoas de cada comunidade.

Durante o final de semana serão desenvolvidas também ações de envolvimento comunitário por meio da utilização de metodologias participativas (DRP – Diagnóstico Rápido Participativo, mapas mentais, rodas de conversa, etc.) a serem definidas pela equipe de campo conforme o contexto. O diagnóstico adquirido através das metodologias participativas terá como finalidade o levantamento de informações para a identificação de outras demandas da comunidade.

Para isso, a implementação do projeto seguirá as seguintes etapas:

  1. Mobilização social entre os voluntários do Projeto Rondon® Minas, elaboração do projeto, captação de recursos e capacitação dos coordenadores e técnicos voluntários para o trabalho de campo
  2. Mobilização social nas comunidades para a organização do mutirão e para o acolhimento dos voluntários do projeto e realização da ação de pintura dos centros comunitários e diagnósticos
  3. Culminância – realização de relatórios do projeto, prestação de contas e divulgação do trabalho realizado

Etapas

Atividades

1. Mobilização social entre os voluntários do Projeto Rondon® Minas, elaboração do projeto, captação de recursos e capacitação dos coordenadores e técnicos voluntários para o trabalho de campo 1.1. Mobilização social entre os voluntários do Projeto Rondon® Minas e elaboração do projeto
1.2. Captação de recursos  – apresentação de proposta para possíveis parceiros, realização de eventos, etc.
1.3. Seleção e capacitação de 2 coordenadores de projeto
1.4. Seleção e capacitação de 3 coordenadores de campo
1.5. Seleção e capacitação de 7 técnicos voluntários
2. Mobilização social nas comunidades para a organização do mutirão e para o acolhimento dos voluntários do projeto e realização da ação de pintura dos centros comunitários e diagnósticos 2.1. Apresentação da equipe aos representantes políticos, sociedade civil organizada e comunidades
2.2. Mobilização social nas comunidades para a organização do mutirão e para o acolhimento dos voluntários do projeto
2.3. Renovação dos centros comunitários com a pintura destes espaços, unindo equipe e comunidade
3. Culminância – realização de relatórios do projeto, prestação de contas e divulgação do trabalho realizado 3.1. Realização de relatório de atividades
3.2. Criação de um banco de fotografias e vídeos das ações realizadas
3.3. Prestação de contas e apresentação de resultados aos parceiros
3.4. Divulgação do trabalho realizado em redes sociais e envio de releases para a imprensa com fotos e vídeos mostrando o processo e o resultado final da ação

O monitoramento do projeto será realizado por meio do núcleo de apoio voluntário, juntamente com a diretoria do Instituto Rondon Minas e coordenadores selecionados.

A avaliação final se dará através da realização e apresentação de relatórios técnicos de atividades, banco de fotografias e vídeos e prestação de contas aos parceiros e comunidades envolvidas.

MOISAICO1